Maria Ivone Vairinho e Poetas Amigos

Julho 03 2011

 

No dia 30 de Abril de 2011, foi inaugurada em Travancos de Lagos, A Casa da Poesia,  que guarda dentro de si a obra valiosíssima e prémios recebidos por MARIA AMÉLIA PINTO DE CARVALHO E ALMEIDA, uma das maiores Poetisas Contemporâneas Portuguesas e das primeiras associadas da APP. Não pude, com grande pena minha, estar presente neste evento e, por isso, utilizo as palavras que sua filha me enviou juntamente com uma colecção maravilhosa de fotos:

 

"EXMA SRA D. IVONE VAIRINHO

 

FOI COM IMENSA PENA QUE A  FAMÍLIA DA MARIA AMÉLIA DE ALMEIDA NÃO PÔDE CONTAR COM A SUA PRESENÇA  NO DIA DA INAUGURAÇÃO DA CASA DA POESIA, ONDE JUNTÁMOS TODO O ESPÓLIO  LITERÁRIO DA MINHA MÃE.

 

FOI UMA FESTINHA COM CERCA DE 80 PESSOAS ENTRE FAMÍLIA, AMIGOS E ENTIDADES LOCAIS, AS QUAIS INCLUIRAM 3 PRESIDENTES DE CÂMARAS  E 3 PRESIDENTES DE JUNTA ( ACTUAIS E ANTERIORES).

           
INICIOU-SE COM A APRESENTAÇÃO BIOGRÁFICA DA HOMENAGEADA,  QUE FICOU REPRODUZIDA EM QUADRO EXPOSTO NUMA DAS PAREDES E DO QUAL ENVIO  FOTO  ( ESPERO QUE POSSA LÊ-LO AUMENTANDO O TAMANHO).

 

NAS RESTANTES FOTOS, NUMA TEMOS O BISNETO BERNARDO, DESCERRANDO A LÁPIDE COMEMORATIVA. NOUTRA AINDA VÊ-SE A MÁQUINA DE ESCREVER QUE A ACOMPANHOU DURANTE 40 ANOS E A QUEM DEDICOU UM POEMA QUE SE ENCONTRA ENCAIXADO NA TAMPA

           
SEGUIRAM-SE ALGUNS TESTEMUNHOS DE PESSOAS QUE COM ELA CONVIVERAM E A LEITURA DE POEMAS CRIADOS PROPOSITADAMENTE PARA O MOMENTO E A ELA DEDICADOS, POR POETAS DE RENOME (DOMINGOS CARDOSO, BATISTA COELH0 E EMÍLIA PENÃLBA, ENTRE OUTROS).  

 

NO SALÃO DA JUNTA DE FREGUESIA  LOCAL, FOI OFERECIDO UM ALMOÇO AO QUAL SE SEGUIU UMA TERTÚLIA QUE TEVE INÍCIO OUVINDO A VOZ DE  MARIA AMÉLIA, LENDO UM POEMA DE SUA AUTORIA. MUITOS OUTOS TAMBÉM DE  SUA AUTORIA FORAM DECLAMADOS PELOS PRESENTES.

 

FOI UMA FESTA SIMPLES MAS MUITO EMOTIVA.

 

JUNTO ALGUMAS FOTOS DO INTERIOR DA CASA DA POESIA, ONDE SE ENCONTRAM TODOS OS PRÉMIOS POR ELA GANHOS BEM COMO MUITA OUTRA DOCUMENTAÇÃO RELACIONADA COM A SUA ACTIVIDADE LITERÁRIA.

 

SEMPRE AO SEU DISPOR, COM AMIZADE

MARIA LEONOR"

 

 

Que bela oportunidade para um passeio organizado pelo nosso Amigo António Pais da Rosa - Visita à Casa da Poesia de uma das mais prestigiadas Poetisas da Associação Portuguesa de Poeta, MARIA AMÉLIA PINTO DE CARVALHO E ALMEIDA, ainda muito viva na lembrança dos associados da APP, na zona idílica de Travancos de Lagos, Oliveira do Hospital , no coração da Serra da Estrela.

 

Uma sugestão de Maria Ivone Vairinho - Sócia Honorária da APP

 

 

  

 

 

  

  

  

  

 

 

 

 

publicado por mariaivonevairinho às 23:24

Junho 09 2010

Menção Honrosa nos Jogos Florais do Círculo de Cultura

Luso-Brasileira, Lisboa, 1988

 

 

Séculos em Conquista e Reconquista

Deste cantinho à beira-mar plantado

São incentivo para que persista

O sonho de aumentar seu chão sagrado.

Portugueses de outrora, esses gigantes,

Em patriótico amor embevecidos,

De guerreiros se tornam navegantes

E afrontam os mares desconhecidos.

 

Nem Lendas tenebrosas, nem procelas,

Nem Velhos do Restelo, os detêm,

Que a Cruz de Cristo vai nas Caravelas

E o Infante ordena: - "Mais além!"

No ousado destemor de que dão provas

Ante os perigos do ignoto e do inseguro,

Uma a uma, descobrem terras novas

E abrem rotas aos homens do Futuro.

 

Zarco aproando à Ilha da Madeira,

Eanes dobrando o Cabo Bojador,

São pioneiros da brilhante esteira

Que a Portugal dará todo o esplendor:

Açores, Guiné, Cabo Verde e muitas mais,

Mercê de tanto arrojo e entusiasmo

Ao País trazem fama e glórias tais

Que o Mundo inteiro se assombrou de pasmo.

 

E desbravando em todo o seu escaninho

De Costa a Costa, a África imponente,

Para a Índia , o marítimo caminho

E as terras longínquas do Oriente,

A epopeia atinge tal valor

Que el-rei D. Manuel, feliz, distingue-a

Ao juntar aos seus títulos, o de "Senhor

Da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia".

 

E enfim, "mais além", a abrir segredos,

Sob o Cruzeiro do Sul em Céu de anil

Avistam os frondosos arvoredos

De terra portentosa: Do Brasil!

Estava cumprido o sonho que os guiara,

Do Infante Dom Henrique ali em Sagres

Infortúnios vencendo em forma rara

A gente portuguesa obrou milagres.

 

Como se insuficiente fosse a História

Pra tão grandiosos feitos relatar

Eis que surge, coroando tanta glória,

O maior dos Poetas pra os cantar!

Com " OS LUSÍADAS" como áurea flama

Surge Camões, épico e genial,

E a Imortalidade logo o aclama:

Poeta Português e Universal

 

 

Maria Amélia Carvalho e Almeida

in (Ao Sabor das Marés)

 

 

 

 

 

publicado por virginiabranco às 20:27

Junho 03 2010

Sou como sou! E nem melhor nem pior

Do que a vulgaridade dos mortais

Que à ambição de ser "maior" e "mais"

Caprichou o destino em se interpor.

 

Mas à minh'alma livre, ele jamais

Conseguiu poderio pra se impor,

Nem pra cortar-me as asas de condor

Nem privar-me de mundos de ideais.

 

E nesta massa de que somos feitos

Com todas as virtudes e defeitos

- Eles tão grandes, elas tão pequenas -,

 

Sem subir às alturas das estrelas

Nem descer aos meandros das vielas,

Sou assim como sou: Sou eu apenas!

 

 

(Menção Honrosa nos Jogos Florais de Cacilhas, 1989)

 

publicado por milualves às 18:21

Junho 01 2010

Menção Honrosa nos Jogos Florais

de Tavira, 1995

 

 

O que é a vida? Penso que é um Mar

Onde não somos mais que simples gotas

Nele vogamos sem saber as rotas

Nem quando ou onde iremos arribar.

 

E, por ventos da Sorte ou do Azar,

Impelidos a plagas sempre ignotas

Debatem-se uns em ondas de derrotas,

Vão outros, em triunfo, a navegar.

 

Mas inerente à condição humana

Resssalta este factor que nos irmana:

-Tanto sucumbe o bom, como o ruim.

 

Para quê, pois, as lutas no percurso

Se sem apelo, excepção, recurso

Só avançamos para um mesmo fim?!

 

 

MARIA AMÉLIA CARVALHO ALMEIDA

in ( Ao sabor das Marés )  

publicado por appoetas às 03:14

Junho 01 2010

Menção Honrosa nos Jogos Florais

de Loulé, 1994

 

 

Em qualquer ano, um dia, a qualquer hora,

Sem um aviso qualquer de despedida,

Por qualquer porta há que sair da vida

Por qualquer forma se vai dela embora.

 

Qualquer apelo é vão! A Lei vigora

E, assim, por qualquer um será cumprida,

Só que, qualquer acção bem definida

Pode manter qualquer p'la vida fora!

 

Qualquer que actue em prol da Humanidade,

Guinda-o a Fama até qualquer distância

Guarda-o o mundo pra qualquer idade.

 

E o seu nome é louvado em qualquer voz

Porque, em qualquer tempo ou circunstância,

Ajudou a viver qualquer de nós| 

 

 

MARIA AMÉLIA CARVALHO  E ALMEIDA

in ( Ao Sabor das Marés )

 

publicado por appoetas às 03:11

Maio 23 2010

5º Prémio no concurso “Encontro de Poesia”

 

Calar a minha voz que por ti chora

Eu sei que nunca, nunca poderei!

Se tu foste o que mais ambicionei

Como não te lembrar em cada hora?

 

Tu foste do meu ser, senhor e rei,

Amor que dia a dia se avigora

E de quanto cantei p’la vida fora

Foste canção mais linda que eu cantei.

 

Foste da poesia a minha fonte,

O meu sol, meu luar, meu horizonte,

Parte de mim que se extinguiu depois.

 

E, agora, o que de mim inda ficou

Lembra, na sombra, a luz que se apagou,

Chora por ti, chorando por nós dois!

 

Salreu, 1988

 

Maria Amélia Carvalho e Almeida

Postado por Liliana Josué

 

publicado por cantaresdoespirito às 23:16
editado por appoetas em 24/05/2010 às 18:21

Este blogue está aberto aos co-autores e Poetas Amigos de Maria Ivone Vairinho
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


links
pesquisar
 
Tags

11 poemas inéditos de carlos cardoso luí(1)

25 anos app(11)

ada tavares(18)

adriano augusto da costa filho(39)

albertino galvão(11)

albina dias(18)

alfredo martins guedes(2)

ana luísa jesus(4)

ana patacho(3)

anete ferreira(3)

antónio boavida pinheiro(22)

app(5)

armindo fernandes cardoso(3)

bento tiago laneiro(5)

carlos cardoso luís(13)

carlos moreira da silva(2)

carmo vasconcelos(22)

catarina malanho semedo(2)

cecília rodrigues(48)

cláudia borges(8)

dia da mãe(8)

dia da mulher(9)

dia do pai(6)

donzília martins(8)

edite gil(68)

elisa claro vicêncio(4)

euclides cavaco(100)

feliciana maria reis(4)

fernando ramos(20)

fernando reis costa(3)

filipe papança(11)

frances de azevedo(2)

gabriel gonçalves(14)

glória marreiros(20)

graça patrão(6)

helena paz(15)

isabel gouveia(3)

jenny lopes(11)

joão baptista coelho(1)

joão coelho dos santos(7)

joao francisco da silva(4)

joaquim carvalho(3)

joaquim evónio(9)

joaquim sustelo(70)

judite da conceição higino(4)

landa machado(1)

liliana josué(45)

lina céu(5)

luis da mota filipe(7)

manuel carreira rocha(4)

margarida silva(2)

maria amélia carvalho e almeida(6)

maria clotilde moreira(3)

maria emília azevedo(5)

maria emília venda(6)

maria fatima mendonça(2)

maria francília pinheiro(3)

maria ivone vairinho(14)

maria jacinta pereira(3)

maria joão brito de sousa(69)

maria josé fraqueza(5)

maria lourdes rosa alves(4)

maria luisa afonso(4)

maria vitória afonso(8)

mário matta e silva(20)

mavilde lobo costa(22)

milu alves(6)

natal(16)

odete nazário(1)

paulo brito e abreu(6)

pinhal dias(9)

rui pais(8)

santos zoio(2)

sao tome(10)

susana custódio(15)

tito olívio(17)

vanda paz(23)

virginia branco(13)

todas as tags

blogs SAPO